Como tirar o mofo em casa com receitas caseiras

Algumas técnicas podem ser usada para acabar de vez com esse problema, evitando consequências mais graves, sobretudo para a saúde.

No inverno, em decorrência das baixas temperaturas e do clima úmido, várias partes da casa são atingidas por mofo. Geralmente as partes mais vulneráveis ao problema são paredes, armários, roupas, carpetes, pisos e até objetos de uso pessoal.

Além de causar incômodo estético, o mofo acarreta outros problemas mais graves relacionados à saúde, sobretudo na parte respiratória.

Algumas técnicas caseiras podem ser usadas para acabar de vez com esse problema, evitando assim consequências mais graves, seja para a saúde ou a própria proliferação do mofo.

O mercado oferece alguns produtos que são próprios para tirar o problema do mofo da sua vida, porém, não custa nada incorporar no seu dia a dia algumas técnicas para prevenir e, se já for incidente, acabar com ele de uma vez por todas.

O fungo que causa o mofo em casa

Antes de se desenvolver e chegar até o estágio mais avançado, o mofo apresenta os primeiros indícios a partir de uma camada fina e acinzentada. Nesse estágio inicial, o mofo é conhecido como bolor.

Como a proliferação fúngica ainda está no começo, ela pode ser facilmente removida. Quando alguns pontinhos pretos começam a ser identificados é sinal de que o fungo já está em estágio avançado.

O mofo é formado a partir de filamentos que se desenvolvem na matéria orgânica ou em objetos a partir do índice elevado de umidade. Trata-se da formação de minúsculos esporos que brotam e voam, invisíveis aos olhos que podem acarretar em muitos problemas de saúde.

Problemas respiratórios e processos alérgicos estão ligados diretamente a interferências do mofo na saúde humana.

Problemas de saúde causados pelo mofo

Como tirar mofo em casa com receitas caseiras

Ilustração: Remédio Caseiro

De acordo com o biólogo Alexandre Nunes, os problemas respiratórios são os identificados com maior incidência a partir da ação do mofo no organismo humano.

“Estamos falando de microrganismos que podem causar uma série de problemas ao sistema respiratório. Espirro frequente e irritação no nariz são os primeiros sinal de alergia a partir do mofo. Nesse caso, o mais indicado é que o médico seja procurado”, afirma Alexandre.

Basicamente, os problemas respiratórios causados pela ação dos fungos são provenientes do cheiro forte. Isso causa irritabilidade nas vias aéreas, causando alergias e infecções mais sérias.

Os problemas mais frequentes apresentados a partir de uma infecção com mofo são: rinite, asma, sinusite e micose broncopulmonar alérgica. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas:

Rinite

Esse tipo de problema respiratório é identificado como sendo bastante comum. Geralmente ele se desenvolve na infância a partir da exposição prolongada em ambientes com ácaros. Dentre os principais sintomas causados pela doença podem ser destacados: coriza, coceira no nariz e nos olhos, congestão nasal, espirros e dor de cabeça.

Asma

A asma é uma doença inflamatória crônica que atinge as vias aéreas. Dependendo do tipo de asma desenvolvido pelo paciente, ela pode ser classificada em quatro tipos, indo desde as menos agressivas até as mais graves. No que diz respeito ao problema desenvolvido a partir do mofo, o paciente pode apresentar os mesmos sintomas de um paciente com a asma tradicional: falta de ar e tosse.

Sinusite

A sinusite é uma inflamação da mucosa dos seios da face. Esse problema atinge a área ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos, causando desconforto. Geralmente as pessoas atingidas pela doença vivem em regiões de clima seco. Entre os principais sintomas estão: dor no rosto ou na cabeça, nariz entupido, coriza, tosse, queimação na garganta, mal hálito e falta de ânimo.

Micose Broncopulmonar Alérgica (MBA)

Esse problema que afeta as vias respiratórias causam sintomas como a falta de ar, tosse com expectoração, febre, dores no corpo e desânimo. A MBA é parecida com uma pneumonia mais leve, o que implica que o paciente recorra a um médico com urgência.

O que fazer para tirar o mofo de dentro de casa

Mofo na sala

Ilustração: Remédio Caseiro

Segundo o biólogo Alexandre Nunes, o mofo é um problema que pode ser considerado clássico.

“O mofo é um fungo que aparece com a alta umidade. Basta só o tempo esfriar um pouco para que comecem a ser identificados pontos de proliferação desses microrganismos. No período de frio e chuva, o fungo aparece com mais frequência no guarda-roupa, paredes e móveis”.

Mediante os problemas que podem ser desenvolvidos a partir da incidência de mofo em casa, algumas medidas são necessárias para tirar esse fungo de uma vez por todas do seu dia a dia, sobretudo no inverno.

A partir de algumas dicas e informações, Alexandre Nunes ensina como fazer para evitar o mofo e também para acabar com ele. Por isso, fique de olho e preste atenção em todos os detalhes. Sua saúde vai agradecer!

Veja como evitar o mofo no guarda-roupa

Mofo no quarto de casa

Ilustração: Remédio Caseiro

Um dos locais onde o mofo é mais incidente é no guarda-roupa e, consequentemente, em algumas peças de roupa. Para acabar com o problema, uma das soluções mais fáceis e práticas, segundo o biólogo Alexandre Nunes, é deixar as portas do móvel abertas por cerca de 15 minutos por dia. “Isso vai fazer com que o ar circule, o que vai evitar o aparecimento de mofo”.

Se você percebeu o aparecimento do mofo em algumas partes do guarda-roupa, passe um pano umedecido no vinagre de maçã. Logo em seguida, deixe as portas abertas para eliminar o cheiro forte do produto. “Se mesmo assim, depois de algum tempo de realização do processo você percebeu que o mofo ainda persista, repita o processo com a utilização do vinagre”, indica o biólogo.

Como prevenção, você pode usar ainda um pouco de giz espalhado por alguns pontos do guarda-roupa. “O produto absorve toda a umidade, evitando, assim, o aparecimento e consequente proliferação do mofo”, diz Alexandre.

Além disso, o mercado oferece alguns produtos específicos para evitar o mofo. Eles estão disponíveis para venda nos supermercados.

Como limpar as roupas mofadas

É muito desagradável perceber que aquela sua roupa preferida está sendo alvo dos microrganismos que causam o mofo, certo? Geralmente isso acontece com aquelas peças que são usadas com menor frequência. Para evitar que o problema aconteça, um solução bem prática é colocar a roupa estendida no varal. O sol ou até mesmo a ventilação, vão evitar a proliferação do mofo nas suas peças.

Como tirar o mofo das roupas de couro

As peças de couro, que não são usadas com certa frequência podem ser alvo do mofo, principalmente se guardadas no armário. Para que isso não aconteça, a dica é colocar a peça no varal, regularmente, para receber ventilação. Fora isso, você também pode umedecer um paninho com um pouco de óleo de bebê e passar em toda a peça. Além de hidratar o couro, ela vai evitar o aparecimento do mofo.

Para aquelas peças que o mofo já foi identificado, a indicação é lavar a peça. Nesse caso, opte por uma lavanderia especializada, já que fazendo a lavagem em casa você pode danificar a peça.

Outra solução é umedecer um pano com um pouco de vinagre de maçã e depois deixa-la ao ar livre. “Essa mesma dica vale para os sapatos, já que a maioria deles são confeccionados em couro”, emenda o biólogo.

No geral, em se tratando de mofo na roupa, Alexandre Nunes diz que “ficar sempre atento ao menor sinal do aparecimento dele é imprescindível, já que, quando ele se alastra fica muito mais difícil de se remover”.

Como limpar roupas brancas com mofadas

Se você identificou resquícios de mofo em alguma peça branca, basta preparar a seguinte solução para removê-lo: um litro de água e uma colher de sopa de água sanitária. Misture a solução e deixe a roupa de molho por cerca de 15 minutos. Passado esse tempo, lave a peça normalmente.

“É importante misturar bem os ingredientes, já que há perigo de manchar a peça caso essa fase do processo seja ignorada”, detalha Alexandre.

Como eliminar o mofo de roupas coloridas

Para tirar o mofo nas roupas coloridas, você vai precisar de uma bacia, um litro de água e suco de um limão. Misture todos os ingredientes na bacia e coloque a roupa de molho por cerca de 15 minutos. Depois, é só lavar a peça normalmente. “O limão também é um ingrediente que mata o mofo de forma definitiva. Se apenas lavar a roupa, há perigo do mofo voltar a atingir a peça”, informa o biólogo.

Toalhas de banho mofadas: Como limpar

Por ser uma peça que sempre está exposta a água e a umidade, a toalha de banho não está livre da incidência do mofo. Para tanto, a dica é prestar bem atenção na própria toalha: se ela apresenta pontinhos preto ou cheiro característico. A peça deve ser bem lavada, inclusive pode ser aplica a técnica usada nas roupas comuns, tanto as de cor branca como as coloridas.

Depois que acabou de usar a toalha, procure estendê-la em um local que receba muita ventilação.

Como eliminar o mofo nas paredes da casa

Mofo nas paredes de casa

Ilustração: Remédio Caseiro

Nesse ponto em específico, a primeira medida que você deve tomar é verificar se não existe nenhum ponto de vazamento ou infiltração que esteja colaborando para o aparecimento do mofo. Caso seja esse o problema, entre em contato com um encanador para que ele resolva o caso.

Se o mofo na parede for causado pela própria umidade, a dica é misturar água sanitária e água, na proporção de meio a meio. Você pode aplicar a mistura diretamente na parede com ajuda de um borrifador ou então umedecer um pano.

Depois disso, deixe a solução agindo por 30 minutos. “É aconselhável que o processo seja realizado com a utilização de luvas, para evitar alergias”, diz Alexandre.

Caso o mofo esteja muito alastrado, a dica é preparar a solução indicada anteriormente, logo em seguida, após o intervalo de 30 minutos, usar uma espátula para raspar.

Você vai perceber que a parede ficará um pouco danificada, sendo necessária a pintura da área. “A maioria das tintas de parede utilizadas possuem uma solução antimofo na fórmula, evitando que o problema se repita”, informa o biólogo.

Presença de mofo no banheiro: Como acabar com isso

Mofo no banheiro

Ilustração: Remédio Caseiro

Como o banheiro é a área da casa que é mais exposta a umidade, você perceberá que o mofo pode aparecer com mais facilidade. Para isso, você pode usar água sanitária para lavar as paredes e também o piso.

“Para a parte do rejunte, você pode usar uma escova de dentes velha para passar esfregar com ajuda de água sanitária. Deixe agindo por 15 minutos, logo em seguida, pode lavar novamente”, acrescenta Alexandre.

Como limpar tapetes mofados

Para quem tem alergias respiratórias os tapetes são peças que devem ser evitadas a todo custo, sobretudo aqueles que apresentam pelos mais longos.

No aparecimento de mofo, a dica é procurar um profissional que trabalhe com a lavagem da peça, já que, lavar em casa, pode danificá-lo. Isso vale para os tapetes grandes.

Para os tapetes pequenos, você pode lavá-lo com detergente neutro. “Há algumas pessoas que falam que usar sal no tapete resolve. Porém, isso vai danificar a peça. Sendo assim, lavar ainda é a melhor solução”.

Quadros nas paredes: Como tirar o mofo deles

Alguns pontos da casa podem parecer isentos do aparecimento do mofo. Os quadros na parede, por exemplo, eles devem ser retirados para que seja feita a higienização com um pano seco.

Estenda o processo também para o próprio quadro, passando o pano também na moldura e na parte de trás da peça.

“As pessoas não costumam prestar bem atenção aos quadros nas paredes, por isso, vez por outra, eles são atingidos pelo mofo, sobretudo na parte de trás”, indica Alexandre.

Alimentos mofados podem ser reaproveitados?

Quando o mofo é identificado em algum alimento, o cuidado precisa ser ainda mais redobrado. Em uma bandeja de pães, por exemplo, se você perceber que apenas um pão apresenta sinais de mofo, não hesite em descartar todo o resto.

“O mofo é um microrganismo que se prolifera sem que a gente perceba, a olho nu. Por isso esse cuidado deve ser tomado a fim de evitar problemas mais sérios”, finaliza o biólogo.