Qual o jeito certo de respirar quando corre

A corrida traz inúmeros benefícios para a saúde de quem a pratica

Respirar do jeito certo durante o treino de corrida é tão importante quanto o exercício em si. E apesar de ser um ato involuntário do nosso corpo, muita gente o faz de maneira equivocada, o que pode causar danos.

O jeito correto de respirar, pelo nariz ou boca, é algo que varia de acordo com cada necessidade e organismo. Em matéria publicada pelo site Sua Corrida, o treinador César Augusto de Oliveira, contou que aprimorar o jeito como você inspira e expira o ar é fundamental para eficácia do treinamento.

“Ter a capacidade de suprir essa demanda aprimora o desempenho na corrida. Conforme o esforço fica mais intenso, o controle respiratório se torna mais difícil”, comenta o especialista.

Como respirar corretamente durante a corrida

O jeito certo de respirar quando corre é respirando de forma mais rápida, curta e superficial

A respiração profunda e prolongada só irá atrapalhar o desempenho do exercício (Foto: depositphotos)

Use a boca para respirar

Normalmente usamos o nariz para respirar, mas quando estamos correndo, a melhor maneira de fazer isso é respirando pela boca. Essa é a melhor forma de inalar mais oxigênio e liberar mais dióxido de carbono para fora dos pulmões.

Respiração curta e superficial

A respiração profunda e prolongada só irá atrapalhar o desempenho do exercício. Procure fazer respirações mais rápidas, curtas e superficiais.

Entretanto, caso tenha dificuldade em respirar enquanto, por exemplo, sobe ladeiras, procure parar um pouco, se encostar em algo e fazer respirações mais profundas e prolongadas para ajudar na recuperação do ritmo respiratório.

Veja tambémÉ possível economizar dinheiro e, ao mesmo tempo, ser saudável?

Velocidade constante

Procure um tempo de corrida que seja fácil de manter o ritmo de respiração. Tente fazer os passos sincronizados com a forma que respira.

Respiração abdominal

Não utilize apenas o tórax para respirar. Para fazer o processe de forma correta e conseguir inalar ainda mais oxigênio, aprenda a usar a barriga ao seu favor.

Para tentar realizar o procedimento, deite-se em algum lugar, inspire até que a barriga fique “inchada” e expire até ela murchar. Repita a mesma técnica durante a corrida.

Benefícios da corrida

Sair da vida sedentária é uma das melhores maneiras de garantir uma vida mais saudável e prolongada. A corrida é um dos exercícios físicos mais eficazes, além de poder ser praticado de diversas formas e em vários tipos de ambiente.

Seja ao ar livre, em esteira, com grupos, animais ou de forma individual, a corrida traz inúmeros benefícios para a saúde de quem a pratica.

Faz bem para o coração

Correr apenas dez minutos por dia, mesmo que em velocidades lentas, já é suficiente para reduzir drasticamente o risco de doenças cardiovasculares.

Veja tambémCorrida ou caminhada? Descubra o que é melhor para você

Melhora o humor

A corrida também é responsável pela liberação de hormônios do prazer e bem-estar. A endorfina e endocanabinoide ajudam a melhorar o bom humor e até mesmo a combater problemas como a depressão.

Beneficia o joelho

Um estudo publicado pela revista Medicine & Science in Sports & Exercise mostrou que pessoas que praticam corridas, ainda que leves, diminuem o risco do desenvolvimento de problemas como osteoartrose do joelho.

Emagrece e fortace as pernas e glúteo

Além de ser uma excelente maneira de queimar caloria, a corrida ainda beneficia os músculos internos e externos das coxas, panturrilha e glúteos.

Melhora a saúde auditiva

Correr é uma forma de aumentar envio de fluxo sanguíneo para os ouvidos, o que melhora diretamente a saúde auditiva.

Fortalece a memória

Além disso, correr também beneficia as artérias, responsáveis pelo transporte do sangue e oxigênio encarregado pela irrigação de diversas áreas do cérebro.

Veja também: A prática de exercícios físicos pode ser o segredo de grandes negócios

Isso contribui para evitar problemas que geralmente surgem com o avanço da idade, como perda de memória, defasagem da linguagem e confusão de pensamentos.